Blog de Marketing Digital

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS POR E-EMAIL

7 exemplos de fluxos de automação para implementar hoje

Qualquer pessoa que trabalhe com marketing digital precisa entender de fluxos de automação. Não é necessário ser um expert, mas é importante ao menos ter noções sobre o assunto. Afinal, essa é uma ferramenta que facilita e muito o dia a dia do analista de marketing.

Construir um relacionamento com o seu público-alvo é imprescindível para que um negócio dê certo. Porém, para isso, é preciso usar as estratégias certas para que não se torne algo cansativo. Nada em excesso é bom, especialmente em se tratando de comunicação por e-mail.

Para que você amplie seus conhecimentos sobre fluxos de automação, preparamos este post. Vamos te mostrar bons exemplos para você implementar hoje mesmo em sua empresa. Continue acompanhando e boa leitura! 🤓

O que são fluxos de automação em marketing?

A utilização de Fluxos de automação pressupõe o emprego ações automatizadas para disparos de e-mail marketing, com objetivo de cumprir determinadas funções, usualmente relacionadas à nutrição de leads. Apesar desta ser a utilização de maior predominância, isso não significa que a estratégia não possa ser utilizada para outras finalidades também. Como, por exemplo, para melhorar a percepção de qualidade sobre os canais de atendimento de uma empresa. 

Através do emprego de fluxos de automação, você conseguirá agilizar a segmentação de leads, criar melhores parâmetros para detecção de potenciais clientes qualificados para vendas, melhorar o relacionamento com o consumidor, dentre outras vantagens. 

Qual a diferença entre fluxos de automação e campanha de marketing?

A principal diferença entre os fluxos de automação e as campanhas de e-mail marketing é que, na primeira opção, você envia uma sequência de e-mails sem interação humana. Ou seja, depois de programar seu fluxo, você terá criado um canal de nutrição de leads personalizado, de baixo custo e alta performance. 

Já na campanha de e-mail marketing, o disparo da ação promocional ou informativa depende de uma ação manual do analista de marketing. Ou seja, por mais que se trate de um disparo agendado, em algum momento esse profissional determinou o conteúdo do e-mail marketing e enviou/agendou uma mensagem única, seja para toda a base de leads, ou algum segmento específico. Algo totalmente manual e dependente da interação humana para acontecer.  📨

Diferença temporal

Outra diferença entre fluxos de automação e campanhas de e-mail marketing é a questão do timing. Ou seja, quando há uma campanha de e-mail marketing, são seguidos alguns passos como, por exemplo, criação do conteúdo do e-mail, segmentação do público, revisão, agendamento do seu disparo, envio e análise dos resultados. Nesse sentido, por mais segmentada que seja a campanha, muito provavelmente o conteúdo não casará com o momento de todos destinatários, pois cada lead pode estar em momentos distintos em suas jornadas de compra.

Apesar disso, nos fluxos de automação em marketing, os passos são bem distintos e os disparos previamente planejados a partir de uma conversão, alcance de determinada pontuação de lead scoring, marcação de oportunidade e/ou venda, ou até alguma segmentação específica, de forma com que todas as ações funcionem na precisão de um relógio suíço a partir deste evento inicial. Isso porque, a partir do momento em que é planejado esse fluxo e são criados os e-mails, todo lead que entrar nele receberá todos os conteúdos, exatamente no timing planejado, de acordo com jornada de compra do seu negócio.

Em suma, enquanto o e-mail marketing é disparado em uma data/hora específica, os fluxos de automação são enviados de acordo com o timing de cada cliente em sua jornada de compra, utilizando, principalmente, eventos de conversão para dar o start na estratégia. ⏲️

Diferença de estágio de compra

O funil de vendas precisa ser usado corretamente para que a venda seja efetivada no momento certo. Portanto, não é possível usar uma campanha de compra para leads que estão no fundo ou meio do funil. Afinal, eles ainda não estão no estágio certo para fazer a aquisição.

Portanto, para que os seus fluxos de automação sejam eficientes, é preciso que a comunicação seja direcionada corretamente de acordo com o estágio do cliente. O momento exato da compra pode ser definido por meio de ações e informações que ele recebe.

Resumidamente, é preciso enviar o material correto, no momento certo, para cada lead, de acordo com a sua etapa de compra. Isso fará bastante diferença para que as suas estratégias tenham resultados positivos. 📈

O que é fluxo de nutrição?

O fluxo de nutrição é uma sequência de e-mails enviada para um determinado segmento de pessoas. O propósito é fazê-lo atingir um determinado objetivo. Ou seja, melhorar ou construir um relacionamento com o seu público.

Além disso, são e-mails personalizados, pois esse é um dos pilares do Inbound Marketing. Portanto, ele entregará para o seu cliente o que ele precisa naquele momento para atender às suas necessidades. 👥

Benefícios da utilização dos fluxos de automação

Atualmente, seus potenciais clientes precisam lidar com uma infinidade de ofertas e informações, ficando cada vez mais difícil conquistar a atenção deles. Ao utilizar fluxos de automação, você conseguirá criar de um canal de comunicação direto e segmentado com seus potenciais clientes, aumentando as chances de obter retorno com manifestação de interesse em seus produtos e serviços. 

Confira alguns benefícios de utilizar fluxos de automação em sua estratégia de marketing digital:

  • Comunicação Personalizada: com fluxos de automação, é possível segmentar os Leads por muitos critérios, como cargo, empresa, segmento, momento de compra, etc. A partir dessas possibilidades de segmentação, sua empresa pode personalizar a comunicação, fazendo com que as diferentes personas recebam conteúdos distintintos, ao invés da comunicação genérica.
  • Nutrição dos leads: é comum encontrarmos potenciais clientes que não estejam no momento ideal de compra, pelos mais variados motivos. Independente da razão, são Leads que não estão prontos e que não irão comprar agora, mas podem vir a comprar em breve. Manter relacionamento ativo com esses potenciais clientes, nutrindo com conteúdos que ajudem a sanar suas dúvidas e incertezas, auxiliam o processo decisório, fazendo com que evoluam em sua jornada de compra. E, quando chegar o momento, quem eles irão buscar: a empresa cujo vendedor sumiu, ou a que sanou suas dúvidas e consolidou-se como autoridade no mercado;
  • Melhoria interna de processos: com a automação, grande parte da qualificação e nutrição do Lead, que os analistas de marketing deveriam fazer, estará sendo realizada de forma automatizada, economizando tempo e recursos. Claro que há um esforço grande na criação dos Fluxos de automação, mas, quando ajustados, não é preciso ficar o tempo todo reinventando a roda. A máquina passará a trabalhar pelo seu time, permitindo que foquem em assuntos estratégicos;
  • Time comercial recebe leads melhor qualificados: a abordagem comercial do seu time de vendas surtirá muito mais efeito quando o Lead abordado tenha conhecimento pleno de suas necessidades e conheça as soluções ofertadas por sua empresa, faltando apenas alguns esclarecimentos finais para a tomada de decisão. Quando os Leads estão mais bem preparados, os vendedores precisam investir menos horas para fechar a venda;
  • Redução da duração do ciclo de vendas: como todo trabalho de preparação é feito de forma automatizada, os vendedores passam a atuar somente nas últimas etapas do processo de compra. Isso faz com que o potencial cliente passe menos tempo argumentando e trazendo objeções ao vendedor, uma vez que ele já está convencido sobre a solução ofertada por sua empresa. Assim, o tempo do profissional de vendas pode ser melhor aproveitado para ajudar o Lead na escolha do melhor plano/modelo para atender suas necessidades.

Exemplos de fluxos de automação para implementar hoje

Agora que você conhece os benefícios, vamos implantar essa estratégia em sua empresa? Veja alguns exemplos:

  1. Envio de e-mail automático de boas-vindas, sempre que um novo lead entrar em sua lista;
  2. Envio de e-mail de agradecimento, sempre que algum lead preencha o formulário de contato em seu site;
  3. Envio de pesquisa de satisfação, enviada 30 dias após uma compra ou 10 dias após a abertura de um ticket de atendimento;
  4. E-mail de recompra, sempre que passar X dias da última aquisição;
  5. E-mail de reativação, com o objetivo de fazer com que um lead desengajado volte a se engajar com os conteúdos e serviços da sua empresa;
  6. E-mails de treinamento, com instruções necessárias para que seus clientes aproveitem todo potencial da solução digital da sua empresa;
  7. E-mails de nutrição, direcionados a todos os leads que não foram convertidos em vendas por seu time comercial.

Como você notou ao longo deste artigo, criar e gerenciar os fluxos de automação não é uma tarefa simples. Portanto, o profissional de marketing precisa entender do assunto para direcionar corretamente as mensagens certas, para leads específicos, respeitando o timing de sua jornada de compra. O ideal é que você use uma boa plataforma para te dar total suporte em suas estratégias, como o RD Marketing. 🙂 

Você gostou das informações recebidas sobre fluxos de automação? Então deixe o seu comentário sobre o assunto.

Sobre o Autor

Meu nome é Fernando Barcellos, Gerente de Projetos de Marketing Digital aqui na Primesoft.

Espero ter ajudado sua empresa com o conteúdo desta publicação!

Caso você queira esclarecer alguma dúvida ou tenha sugestões para novos posts, entre em contato conosco ou deixe um comentário. É sempre um prazer conversar com os leitores aqui do Blog.

Bons negócios e até a próxima!

Fernando Barcellos - Gerente Projetos Marketing Digital
Serviço Inbound Marketing - PrimesoftServiço Inbound Marketing - Primesoft

🚀 Não perca Vendas para seus Concorrentes

O Inbound marketing veio para ficar e você não precisa perder mais nenhuma venda para seus concorrentes por conta desta nova realidade. Essa estratégia de marketing digital auxilia empresas a crescerem seu faturamento através do universo digital. De forma bem resumida, são ações com objetivo atrair visitantes qualificados ao site da empresa, por intermédio de conteúdos relevantes, que permitam a conversão de leads, qualificação dos prospectos e gerem autoridade para sua marca. Tudo isso sem a necessidade de pagar por cliques em campanhas de anúncios. Ficou interessado? Agende uma mini consultoria gratuita com nosso gerente de projetos para montar um plano de crescimento de vendas através da internet.

Entre em contato conosco

Quer receber mais conteúdos como esse em seu e-mail?

Preencha o formulário abaixo para receber nossos conteúdos e torne-se um membro da comunidade PRIME!
Informe o seu nome.
Informe o nome da empresa.
Informe um e-mail válido.