Blog de Marketing Digital

RECEBA NOSSOS CONTEÚDOS POR E-EMAIL

Guia Prático de E-mail Marketing para Empresas

Pesquisas indicam que uma campanha de e-mail marketing é até 40 vezes mais eficiente do que ações no Facebook e Twitter.

O e-mail é uma forma de comunicação utilizada por todos, enquanto outras mídias falam para um grupo menos abrangente. Através da comunicação por e-mail, sua empresa consegue oferecer exclusividade aos seus clientes. Nas redes sociais, o usuário conta com uma intensidade de distrações, isso não acontece no e-mail, que se apresenta como a alternativa mais efetiva para comunicar-se com clareza com seus potenciais clientes.
 
 

O papel do e-mail no marketing digital

 
O e-mail é um canal relativamente antigo, quando comparado às mídias sociais que multiplicam-se a cada dia. Em consequência da grande disponibilidade de ferramentas de comunicação digital, o e-mail acabou sendo menos utilizado por empresas, algo prejudicial, dado o potencial de retorno deste importante canal de comunicação. Outro agravante são os anos de mal uso do e-mail marketing, algo que também contribuiu para a diminuição de seu posto de destaque nas estratégias de marketing digital.
 
Apesar dos pesares, é fato que o e-mail marketing nunca deixou de funcionar. Isso só ocorre quando ele não é utilizado de forma correta, respeitando as boas práticas e amparado com tecnologia de ponta, algo que tem sido muito aprimorado em relação ao passado sombrio do e-mail marketing.
 
Todos usam e-mail, é a ferramenta mais básica da internet. Muitas pessoas hoje em dia verificam seus e-mails várias vezes ao dia, acompanhando cada nova mensagem recebida. Com a popularidade dos smartphones o e-mail ganhou ainda mais força!
 
Acima de tudo, o e-mail é uma forma de comunicação mais direta e profunda que as redes sociais, que utilizam mensagens curtas e muito menos abrangentes. No e-mail marketing, sua empresa tem a oportunidade de falar diretamente com cada cliente de forma individualizada, dispondo de total atenção do mesmo. E-mails tendem a serem lidos com mais calma, com menos distrações promocionais de concorrentes, ou seja, um canal exclusivo com sua audiência.
 
 

Tudo começa com uma base sólida

 
Uma lista de e-mails pode ser um importante ativo para sua empresa. Ter uma base construída com pessoas reais ajudará você a espalhar as novidades de sua empresa, possibilitará respostas às ofertas remetidas e a nutrição de contatos que não estejam prontos para adquirir seus produtos ou serviços. Isso é muito valioso! Sua base de contatos é como uma audiência cativa da sua empresa, um canal contato direto com clientes e potenciais consumidores sem que você precise comprar mídia para impactá-los.
 
A coisa mais importante que você deve lembrar ao construir uma base de contatos: nunca compre uma lista de e-mails. Parece muito tentador começar a trabalhar com e-mail marketing a partir de uma boa quantidade de contatos, mas este é um erro clássico cometido pela maioria das empresas que dizem não lograr êxito com estratégias de e-mail marketing.
 
Numa lista comprada os destinatários não sabem nada sobre sua empresa, nem como sua empresa conseguiu o e-mail deles. Isso causa uma péssima primeira impressão. Além disso, os e-mails nessas listas possuem qualidade muito ruim. Essas pessoas provavelmente recebem e-mails de outras empresas que também compraram a lista, o que diminui as chances de abertura do seu. Além disso, é muito provável que estas pessoas nem façam parte de seu mercado de atuação.
 
 

Crie sua própria lista!

 
Apesar de ser mais trabalhoso, criar sua própria lista traz um retorno muito maior a sua empresa. Todas as pessoas que estarão nesta lista de contatos conhecem e se interessaram pela sua empresa. Nesse cenário, as taxas de abertura, clique e conversão costumam ser consideravelmente superiores.
 
Uma lista qualificada é um ativo de sua empresa, funcionando como barreira de entrada para novos competidores. Eles podem copiar seus produtos ou serviços, mas levará muito tempo até que construam uma base sólida de relacionamento e autoridade com seus clientes e potenciais consumidores.
 
Para crescer sua lista de contatos de forma rápida e consistente, você precisa criar “gatilhos de captura” de pessoas interessadas no mercado em que você atua, como eBooks, webinars, kits de materiais, templates, ferramentas, entre outros. Crie boas landing pages para divulgar seu material e transmitir segurança ao visitante interessado em baixá-lo ou assisti-lo. Veja a página deste link, contendo um ebook sobre criação de landing pages, talvez o conteúdo seja de seu interesse, e confira a forma indicada para capturar pessoas interessadas no mercado em que você atua.
 
 

Segmentação: chave para o sucesso

 
E-mails com uma segmentação bem definida costumam ter performance muito melhor que os enviados para toda sua base de contatos. Isso acontece porque a base de contatos de sua empresa não é toda igual, existem leads com perfis muito diferentes uns dos outros. É importante direcionar a mensagem de forma que ela fale realmente com o potencial cliente.
 
Segmentar e-mails para públicos específicos é uma forma de direcionar mensagens relevantes para quem deseja de fato receber algum tipo de comunicação de sua empresa. Assim, a empresa se estabelece como fonte de conteúdo relevante, sendo vista como uma autoridade no setor por seus clientes e potenciais consumidores.
 
Os critérios de segmentação dependem muito da estratégia de captação dos leads. É importante solicitar nos formulários informações realmente relevantes para sua empresa e que auxiliarão na segmentação dos leads.
 
Não existe uma verdade absoluta, uma receita do sucesso quando se trata de segmentação. Cada empresa precisa de informações diferentes sobre os leads e tem que medir seus resultados conforme vai testando.
 
 

Tipos de e-mail para cada negócio

 
Cada negócio é diferente, e por isso demanda estratégias diferentes de e-mail marketing, veja agora alguns tipos de campanhas:

  • Newsletter: geralmente são os primeiros passos de uma empresa na estratégia de e-mail marketing. São e-mails enviados a toda a base de forma periódica e se caracterizam pela variedade de conteúdo.
  • E-mail Promocional: é um e-mail promovendo uma oferta de produtos / serviços de sua empresa, das mais variadas possíveis. Sua maior vantagem é o foco, tem um grande potencial de conversão e é melhor aproveitado quando enviado a um segmento da base, composto por pessoas que manifestaram interesse no mercado-alvo da oferta em questão ou que estejam próximas ao momento da decisão de compra.
  • E-mail Transacional: são e-mails confirmando ações feitas pelo usuário, como confirmar o download de um material. Há nele a oportunidade da conversão secundária, como seguir nas redes sociais ou baixar outro material oferecido por sua empresa.
  • E-mails Especiais: enviados em datas especiais, com o objetivo de fazer com que os clientes sintam-se lembrados, melhorando o relacionamento empresa / cliente. Pode-se oferecer benefícios especiais como descontos ou cupons. São especialmente eficientes no varejo.

 
 

Boas práticas de e-mail

 

1. Use HTML ao invés de uma imagem
2. Atenção a versão texto simples
3. Seja pessoal (utilize o nome da pessoa sempre que possível)
4. Tenha atenção com o assunto do e-mail
5. Esteja atento a frequência e ao horário de envio
6. O e-mail do remetente deve existir
7. Pense nos celulares
8. Divulgue seus materiais
9. Mostre que você se importa
10. Agradeça

 
 

Métricas para e-mail marketing

 
Quais as principais métricas do e-mail marketing e quais são mais importantes para seu negócio? Boa parte das ferramentas fornecem estatísticas importantes sobre as campanhas, porém é necessário ter bom entendimento sobre o que são e o que fazer com estas métricas.
 

  • Taxa de crescimento: É o percentual de novos e-mails em relação ao total da lista. Essa métrica permite verificar a construção de uma base relevante para sua estratégia de marketing digital.
  •  

  • Taxa de inativação da lista: Ao contrário da anterior, esta mostra o número leads que deixaram de interagir com sua empresa. Também acontece quando os próprios endereços tornam-se obsoletos.
  •  

  • Taxa de abertura: Na verdade esta é uma métrica pouco confiável, pois a taxa real de abertura sempre será um pouco maior do que a indicada. Entretanto a abertura de seu e-mail não significa que o destinatário leu uma só linha do seu e-mail, portanto existem métricas muito mais importantes para se preocupar.
  •  

  • Taxa de clique: Mostra quantos e-mails foram clicados comparando com quantos foram entregues. Essa taxa é melhor analisada juntamente a taxa de abertura definindo o CTR.
  •  

  • CTR (click-through rate): Resultado da divisão entre clique e abertura. É a proporção de cliques comparado à base que abriu o e-mail. Este é um dos principais indicadores de sucesso de uma campanha.
  •  

  • Descadastros e Bounces: São métricas menos importantes, pois caso sua empresa esteja fazendo um bom trabalho com e-mail, elas tornam-se secundárias. A taxa de descadastros indica quantas pessoas optaram por sair da sua lista. Bounces são e-mails inválidos ou com problemas na entrega.

 
 
Esse foi apenas uma introdução ao tema de e-mail marketing. Ainda há muita informação a ser prolongada sobre o tema, como a Psicologia da Conversão, Implementação de Testes A/B, Nutrição de Leads, enfim, uma infinidade de tópicos que pretendemos abordar nas próximas postagens, portanto, fique atento!
 
Se você gostou dessa postagem, não esqueça de compartilhar em suas redes sociais, utilizando os links abaixo.
Deixe registrado sua opinião, sugestão de pauta ou qualquer dúvida que tenha surgido!
 
Conheça um pouco mais do trabalho que realizamos frente à Primesoft para maximizar as conversões de nossos clientes – clique aqui.
 

Quer receber mais conteúdos como esse em seu e-mail?

Preencha o formulário abaixo para receber nossos conteúdos e torne-se um membro da comunidade PRIME!
Informe o seu nome.
Informe o nome da empresa.
Informe um e-mail válido.